bulletHistória
bulletCostumes
bulletRecursos
bulletEventos
bulletLinks



VOLTAR À PÁGINA INICIAL

bulletOlhão
bulletFuzeta
bulletMoncarapacho
bulletPechão
bulletQuelfes

 

Estação do comboio

A estação do caminho de ferro começou a ser edificada em 1903 e "foi inaugurado a 15 de Maio de 1904, data em que parou o primeiro comboio procedente de Faro" (1). Situa-se no largo da estação, junto do jardim da estação do caminho de ferro, que também foi construído no ano de 1904.

Não se sabe quem o construiu.

Trata-se de um edifício com uma fachada centrada, que tem no centro dois pisos ao contrário das laterais que são térreas. Este edifício possui telhado de quatro águas, chaminé e uma platibanda não decorada cuja finalidade é esconder o telhado. Os vãos são em forma de arco abaulado com fecho simples, não decorado, e no rés-do-chão possui sete portas de cor verde e no primeiro andar tem três janelas. O edifício é pintado de branco com soco de cor creme.

Numa das fachadas laterais estão expostos em azulejaria os prémios ganhos por esta estação, devido ao jardim da estação.

A estação continua com as mesmas funções e encontra-se em bom estado de conservação, tendo já sofrido obras de restauro e reabilitação no seu interior de forma a melhorar o aspecto e o serviço ao público.

(1) Antero Nobre, História Breve da vila de Olhão da Restauração, 1984, p. 145.

 

 

Fonte: Jubilot, Andreia  - Guia Arquitectónico de Olhão - mimeografado, Universidade do Algarve, 2004

 

bulletIntrodução - o que é a arquitectura cubista?

 

bulletCapela da Nossa Senhora da Soledade
bulletIgreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário
bulletCasas da Barreta
bulletCompromisso Marítimo
bulletAlfândega
bulletHospital da Nossa Senhora da Conceição
bulletFábricas de conservas e subsidiárias da pesca
bulletMercados Municipais
bulletCasas do século XX
bulletEstação Ferroviária
bulletPalácio da Justiça
bulletCasa Dr. Carlos Fuzeta
bulletSociedade Recreativa Olhanense